Telefone: (+351) 929 261 237

Será a história de uma casa importante ?

Quem lá viveu, o que pensava, o que construiu?

Tantas vezes dizemos que há imóveis com história … será a mesma relevante?

Traz valor ao imóvel ou apenas é valorizada porque quem a realmente viveu?

Acredito que a história, seja ela de amor ou dramática, de coragem ou empreendedora, traz a cada casa um sentir único, uma energia que contagia e que perdura.

Cada casa não é apenas um conjunto de tijolos e pedras, organizados de forma mais ou menos apelativa, será também as palavras que se disseram, o amor que se viveu e acima de tudo, acredito, a energia do que se criou, a inspiração e genialidade de quem a habitou.

E há casas que, após muitos anos, mantêm em si essa genialidade.

Basta entrar e sentir 🙂

Deixo-vos apenas 2 exemplos:

O Solar da Costa em Mancelos, Amarante.

Propriedade dos Condes da Costa, com destaque para a herdeira D. Ana José Guedes da Costa,

uma figura feminina de relevo histórico nos finais do séc. XIX, inícios do séc. XX.

  • A primeira Senhora da alta sociedade do Porto diplomada oficialmente como Enfermeira (hoje em dia a Escola Superior de Enfermagem do Porto tem o seu nome);
  • galardoada com a Placa de Honrada Cruz Vermelha pelos serviços que prestou àquela instituição em épocas de epidemias, quando transformou a casa em hospital durante a grave epidemia denominada “pneumónica”;
  • desempenhou, na Câmara Municipal do Porto, funções de Vereadora, destacando-se, segundo documentos da época, a sua faceta humana na gestão do pelouro e proclamada Cidadã Honorária pela Câmara do Porto em 1944;
  • foi benemérita do Hospital de crianças Maria Pia, a quem salvou da decadência com a receita da venda de alguns bens patrimoniais;
  • esteve também na origem da criação do Instituto de Oncologia do Porto.
  • Foi ainda proprietária e administradora de uma fábrica de cartonagem no Porto, tornando-se a 1ª industrial feminina em Portugal.

E poderá conhecer o Solar da Costa em www.remax.pt/123571015-460

A “Ilustre Casa de Ramires “, a Torre da Lagariça em Resende

Um imóvel classificado de Interesse Público desde 19 de Setembro de 1977

“A Casa da Torre da Lagariça foi o local de visita e inspiração do escritor Eça de Queiroz para o romance, “A Ilustre Casa de Ramires”.

Para além da “Ilustre Casa” a quinta apresenta belos campos de cultivo e árvores de fruto, a Eira Velha, ponto mais alto da quinta onde, diz-se, Eça se sentava para admirar a paisagem e escrever o romance, os nichos da Via Sacra, o Tanque das Murtas, os jardins de inspiração romântica, a mata com bancos de pedra, e uma réplica da torre que serviu de pombal. “

Conheça a “Ilustre Casa de Ramires” em www.remax.pt/123571131-93

Com vontade de “sentir” a história?

Basta visitar pois estão ambas à venda.

Para quem não resiste a uma boa história!

Share this article