Blog

Quais são as perguntas em tempos de pandemia?

Curiosamente, estes últimos dias tenho falado com muita gente; clientes, colegas, amigos. A distância física realmente motiva longas conversas telefónicas para as quais, até há bem pouco tempo, não havia sequer disponibilidade.

E, uma vez, consultora imobiliária, de que mais poderíamos falar senão do mercado imobiliário? Hoje, partilho convosco as perguntas que me têm feito. Dou-vos também a minha opinião pessoal sobre cada uma delas. Alerto que, é realmente apenas a minha opinião. Mais do que partilhar as respostas e a minha opinião, hoje gostava de partilhar as perguntas.
Seria útil refletirmos sobre as mesmas, pensarmos em conjunto, partilharmos dúvidas e opiniões. Só assim seremos capazes de encontrar as nossas respostas !

Pergunta 1: Os preços das casas estão a baixar?

Não. As vendas de casas estão a baixar. Aliás, considero que o mercado está “suspenso”, em standby, salvo raras excepções de quem precisa mesmo de comprar ou vender em plena pandemia. Se os preços vão baixar, depois da pandemia, não sei. Dependerá, creio, do tipo de produto e segmento de mercado e acredito que o impacto será significativamente diferente nos vários segmentos. O mercado imobiliário estava “de boa saude” antes da pandemia; teremos que aguardar que esta passe para perceber os efeitos na actividade económica e no imobiliário.

Pergunta 2: Haverá “oportunidades” para compradores / investidores?

Talvez. Como em todos os momentos de “crise” haverá sempre alguém que tem urgência na venda e, dada a “suspensão” do mercado e a ausência de visitas e de compradores, esse alguém estará decerto disponível para vender a um preço baixo. Mas estou convencida que serão situações pontuais e inerentes a alguma urgência ou dificuldade pessoal. Nesta fase, apelo a que não se assuma o espirito de “predador” . É realmente o momento de ajudar! Não de aproveitar! … E claro, essa ajuda pode passar por potenciar um negocio complicado de concretizar em época de pandemia!

Pergunta 3: Como é possivel vender casas agora? As pessoas não compram casas sem ver!

Sim, é possivel. É curioso, mas mesmo em tempos “normais” já fiz várias vendas sem que o cliente visitasse o imóvel fisicamente. É preciso recorrer a visitas virtuais, video chamadas e solidificar relações de confiança. Mas. Na verdade, hoje mais que nunca temos disponíveis todos os meios para mostrar um imóvel, a qualquer cliente, esteja ele em qualquer parte do mundo, ou em isolamento em sua casa. É possivel vender casas sem visita física. Basta lembrar o sem número de imóveis vendidos em planta, muitas vezes em fase ainda inicial de construção!

Pergunta 4: O que vai acontecer quando voltarmos ao normal?
Não sei … quem saberá? Quando voltaremos “ao normal”? Será que algum dia voltaremos “ao normal”? Ou vamos aprender e reinventar novas formas de trabalhar o mercado em geral, e o imobiliário em particular?
Algo sei: as pessoas vão voltar a precisar de mudar de cidade, emprego, familia e de casa. Vamos voltar a comprar e a vender casas. Tenho duvidas é que o voltemos a fazer da forma “normal” como o fazíamos até há bem pouco tempo atrás …Teremos de esperar para ver.

Quem partilha da minha opinião? Quem discorda? O que sentem relativamente ao mercado? Que outras perguntas surgem? Vamos partilhar?