Telefone: (+351) 929 261 237

Problemas no Condomínio?

#Dúvidas de quem compra casa

Como posso saber que não há problemas no condomínio?

Em processo de selecção de uma nova casa, quando procuramos uma moradia  independente, eventuais questões com o condomínio não se colocam ( nestes casos,  haverá que avaliar outros aspectos, é certo).

No entanto, quando procuramos um apartamento, e encontramos aquele que cumpre os requisitos, o que “nos enche as medidas” 🙂 , surgem muitas vezes dúvidas sobre o funcionamento do condomínio.

De forma mais ou menos consciente, dependendo muitas vezes de boas ou más experiências anteriores , surgem as questões:

  • Será que a gestão do condomínio funciona bem?
  • Haverá problemas entre vizinhos ou é um prédio onde impera a boa vizinhança?
  • Terá o condomínio dívidas ou um bom fundo de reserva?
  • Estarão obras previstas no prédio?

Muitas vezes a tendência é inquirirmos moradores, algum futuro vizinho que encontramos à entrada do prédio, ou o funcionário do comércio em frente. Mas, na verdade, nem sempre conseguimos uma informação isenta e fidedigna porque vai depender do vizinho.

E há vários tipos de “vizinhos”:

  • os que estão com pressa e dizem que não há problema nenhum apenas para “despachar”,
  • Os que não querem que o apartamento se venda e inventam, ou pelo menos dramatizam, alguma questão ou desavença recentemente ocorrida,
  • Os que adoram o prédio e os vizinhos, e têm tempo, e nos vão roubar uma preciosa hora a descrever todos os moradores do prédio e a fazer um questionário exaustivo sobre quem somos, o que fazemos , …
  • Os que acham que pagam sempre muito e vão criticar a má gestão do condomínio,
  • Os que acham que há sempre mais uma obra para fazer e vão criticar a má gestão do condomínio,
  • Os que seleccionaram a empresa de gestão de condomínio, porque até são amigos do dono da empresa, e vão informar que não podia existir melhor gestão,
  • Os que têm uma divida de alguns meses e, esses sim, vão dizer mal de tudo e de todos,

Não, não me parece uma boa estratégia, perguntar a algum morador ou futuro vizinho. Ou pelo menos, não me parece que devemos fundamentar a nossa decisão, e concluir sobre o bom ou mau funcionamento do condomínio, com base nas opiniões dos condóminos.

O que recomendo sempre, aos clientes compradores que acompanho, é a consulta às ultimas actas de condomínio.

As actas de condomínio são o espelho de todos os assuntos discutidos, e das decisões tomadas em reunião de condomínio. Uma descrição da situação atual do prédio, previsão de obras futuras, ponto de situação das contas e orçamento.

É o documento que nos permite perceber como realmente o condomínio funciona, ou não funciona.

Há naturalmente algum cuidado a ter com dados pessoais. Alguns condomínios integram nas próprias actas nomes, valores de dividas dos condóminos, e outros dados pessoais que importa preservar. Se o proprietário tiver algum constrangimento na partilha das actas há sempre duas possibilidades, a leitura da acta presencial, sem possibilidade de qualquer cópia, ou a disponibilização de cópia da mesma com todos os dados pessoais rasurados (riscados de modo a impedir a leitura). O que importa a um comprador não é quem defendeu este ou aquele ponto, ou quem tem esta ou aquela a dívida, mas sim quais as questões a avaliar e como estão as contas.

Depois, há que ter consciência que não há condomínios perfeitos. Há sempre algo a resolver, algum pagamento em atraso, algum imprevisto que surge. Mas, desta forma, é possível aferir a amplitude dos problemas e tomar uma decisão de compra consciente e informada.

Share this article