Telefone: +351 929 261 237

Organize as suas finanças: lista de tarefas

 

A organização das suas finanças representa um ponto chave na vida de todos nós. Dificuldades financeiras afetam diretamente o aspecto emocional e a produtividade no trabalho, além de acarretar instabilidade no ambiente familiar. Muitos acreditam que basta ter dinheiro para que todos os problemas se resolvam. Na verdade, isso é consequência, não a causa.

 

A seguir salientamos os pontos mais importantes:

  1. Desenvolva um orçamento familiar. Em vez de criar um orçamento do que gostaria de gastar, use recibos para criar um orçamento que reflita os seus hábitos reais dos últimos meses. Esta abordagem fará face a despesas imprevistas, como reparação da viatura, bem como custos previsíveis como a renda, contas de serviços públicos e alimentação.
  1. Reduza a sua dívida. Os credores geralmente procuram uma taxa de esforço não superior a 36%. Este valor inclui o crédito habitação, que geralmente varia entre 25% e 28% do seu rendimento líquido familiar. Depois, precisará fazer pagamentos mensais do resto da dívida (empréstimo de carro e saldos renováveis ​​em cartões de crédito) cerca de 8 a 10% da receita líquida mensal.
  1. Procure formas de poupar. Provavelmente sabe o quanto gasta em renda e despesas correntes, mas pequenas despesas também se somam. Tente apontar tudo o que gasta durante um mês. Naturalmente encontrará algumas ótimas maneiras de poupar, seja cortando naquela viagem matinal ao café ou comendo o jantar em casa com mais frequência.
  1. Aumente o seu rendimento. Agora é a hora de pedir um aumento! Se essa não for uma opção, pode querer considerar assumir um segundo emprego para obter um rendimento maior para poupar para a casa que deseja.
  1. Economize para fazer pagamento inicial. Designe uma certa quantia de dinheiro por mês para guardar na sua conta-poupança. Embora seja possível obter um empréstimo com um spread mais baixo, geralmente pode obter uma taxa melhor se fizer uma entrada inicial mais avultada. Tente fazer um pagamento inicial de 20%.
  1. Mantenha o seu emprego. Embora não seja necessário estar no mesmo trabalho para sempre para se qualificar para um empréstimo bancário, ter um emprego à menos que 2 anos poderá significar que terá de pagar uma taxa de juro mais alta.
  1. Estabeleça um bom histórico de crédito. Se tiver um cartão de crédito, faça os pagamentos até a data de vencimento. Faça o mesmo para todas as suas outras contas, caso as tenha.

 

Adaptado de realtormag.realtor.org

Share this article