Telefone: +351 929 261 237

Número de turistas pode ultrapassar os 22 milhões este ano

Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, confirma que as previsões estão a ser revistas em alta

Número de turistas pode ultrapassar os 22 milhões este ano

Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, confirma que as previsões estão a ser revistas em alta

Portugal deverá receber, pelo menos, 22 milhões de turistas este ano. A Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, confirmou ao Diário de Notícias que as previsões para este Verão estão a ser revistas em alta, mesmo com a retoma da Turquia e Egipto.

“O INE, ao reactivar a Conta Satélite do Turismo, passou a contabilizar os turistas que ficaram não só em hotéis mas também em estabelecimentos de alojamento local, espaço rural e turismo de habitação. Com estes números – no ano passado ultrapassámos os 21 milhões de turistas -, diria que, com alguma previsão conservadora, ultrapassaremos os 22 milhões de turistas neste ano”, afirmou a governante.

Também a presidente executiva da Associação da Hotelaria de Portugal, Cristina Siza Vieira, confirma as boas previsões para este ano, afirmando que 2017 “será o terceiro ano de crescimento, o que vai permitir consolidar resultados”. A responsável indica ainda que se verificou um aumento da procura nos hotéis e que os preços pagos pelos turistas foram superiores.

“Prevemos uma ainda melhor saída do Verão e um prolongamento dos meses de Setembro e Outubro, sendo que em Lisboa e Porto são as cidades em maior destaque.

O aumento das receitas com o turismo é muito importante para a Secretária de Estado, que, diz ao jornal, é o melhor registo desde os valores de 2007 e 2008. “Pela primeira vez estamos a atingir, e de certa forma a superar, aquele que era o melhor registo de preços que tínhamos, os valores de 2007 e 2008. Depois disso, os hotéis passaram momentos muito complicados, mas agora este crescimento está a permitir retomar valores e a valorizar a nossa oferta”, disse ao DN.

Ana Mendes Godinho não considera que a indústria do Turismo – que vale 7% do PIB nacional – tenha crescido devido ao “desvio da procura de outros destinos” e argumenta que a Turquia e o Egipto estão em “grande recuperação”.

 

Fonte: sábado.pt