Não é muita loucura…?

Sempre adorei o mês de Maio!

O mês em que a natureza se pinta de várias cores e os dias são já bem mais longos; o mês em que aparecem as cerejas e onde os passeios à beira-mar têm já um cheiro a anunciar o Verão.
Mas sempre ouvi dizer que “o Maio é tolo” … e realmente, este mês de Maio, tem sido bastante louco!
São as noites de chuva intensa, seguidas de dias de sol; manhãs frias e nebulosas e tardes quentes: saio de casa de botas e gabardine e passo a tarde em manga curta 🙂

É o telefone que não pára! Faço uma visita e quando termino tenho 8 chamadas não atendidas para devolver!

São os dias de 12 a 13 horas de trabalho, as semanas de 75 horas e, a sensação constante de que fica tanto por fazer.

Alguém me perguntava há dias … “Lia, e para além do trabalho, está tudo bem?” … para além do trabalho?! ; na verdade, neste “louco” mês de Maio nada existe para além do trabalho!

Numa altura em que tanto se fala sobre o mercado imobiliário: “vai subir” … “vai cair” …”vai …” é difícil e “de loucos” fazer projeções.

Sei apenas que, pelo menos durante este mês de Maio, o mercado imobiliário está um pouco “louco”.

Isto é o que tenho sentido no “meu” mercado imobiliário no Porto: a procura residencial disparou, jovens casais e famílias estão efectivamente a procurar mudar de casa, e há uma significativa falta de imóveis à venda. Em paralelo, estes jovens casais e famílias esperam preços mais baixos, margens de negociação elevadas porque “o imobiliário vai cair “ ; os proprietários estão com as expectativas em alta principalmente quando têm 10 visitas em 10 dias ou uma reserva na primeira visita!

Sim, está um pouco “louco” … é o mês do ano em que fiz mais visitas … o mês está a acabar pelo que devo ficar pelas 6 escrituras … sim, está um pouco “louco” … e, eu, apesar de cansada e com saudades dos passeios à beira mar que não consegui fazer neste mês de Maio, estou muito curiosa sobre como será o Junho e este Verão que está já à porta!