Telefone: +351 929 261 237

Dicas ao comprar uma casa com membros da família

 

A indústria que estabeleceu a norma “localização” tem um novo conceito: “habitação multi-geracional”. Não, não é um conceito novo, mas a habitação que atende várias gerações sob o mesmo tecto ganha popularidade.

Começamos a ver a procura durante a recessão, quando o desemprego impulsionou os trabalhadores mais novos para casa da mãe e do pai. Depois, o facto de que os Millenials tendem a divorciar-se e ficam em casa mais tempo.

A imigração também é um impulsionador do mercado imobiliário multi-geracional. Está a pensar mudar-se com os seus filhos ou pais?

 

Dicas para comprar casa

 

O aspeto mais importante a considerar na compra de um imóvel será a privacidade. Cada membro da família deverá ter algum espaço próprio que dê alguma margem para se retirar. Isso pode significar a construção de um anexo ou a reformulação de paredes para dividir os quartos.

Deverá contactar os serviços camarários, caso contrate um empreiteiro.

 

O dinheiro

 

Sim, é desconfortável, mas o aspeto financeiro da compra de uma casa e os custos de manutenção são um assunto que deverá definir no início do processo de compra.

As famílias devem tratar cada membro como um adulto e alguns dos tópicos dessa conversa devem incluir:

  • Quem vai comprar o imóvel?
  • Como será realizada a escritura? Por exemplo, o que acontece com a casa após a morte do comprador primário?
  • Quanto cada adulto contribuirá mensalmente com o pagamento do empréstimo?

Fale com um advogado para garantir que tem todos os pormenores esclarecidos.

 

Falem uns com os outros

 

Algumas famílias comunicam abertamente, enquanto outras consideram este aspeto mais sensível. O maior sucesso nas habitações multi-geracionais é a comunicação.

Antes de alguém vir viver para casa, devem sentar e falar sobre expectativas e alinhar outros assuntos como divisão de alimentos, utilidades e responsabilidades – outra questão importante a definir é se a situação é permanente ou temporária.

Esclareçam mutuamente as regras da casa, de preferência antes de todos se juntarem.

Famílias disfuncionais podem achar uma missão impossível o pensamento de uma vida em conjunto, mas para as famílias que gostam de laços fortes e se respeitam uns aos outros, poderá ser apenas o estilo de vida ideal.

 

 

Adaptado de agreatlistingagent.com

Share this article