Como tornar as casas mais eficientes?

Num período em que definitivamente vivemos de forma mais intensa a nossa casa e no início de mais uma época Outono / Inverno, este tema está cada vez mais presente e é, de facto, um verdadeiro desafio para as famílias portuguesas.

Confesso que fiquei chocada com o que li recentemente no Idealista: “os portugueses vivem em desconforto térmico 95% do ano e só um terço dos edifícios construídos após 1990 cumprem os requisitos da eficiência energética.”

O tema está na ordem do dia e, felizmente parecem estar a ser tomadas várias medidas para melhorar a situação. O governo definiu o tema como objetivo prioritário e lançou o Programa de apoio a Edifícios mais sustentáveis e é notório, com a pandemia, o reforço da tendência de tornar o imobiliário mais verde e sustentável.

E na verdade, temos disponíveis um conjunto de medidas, muitas delas bastante simples, que podemos tomar de forma a tornar a nossa casa mais confortável e eficiente, sem aumentar a pegada ambiental e promovendo até alguma poupança no orçamento doméstico.

Será de referir, como mera recomendação:

  • Usar as cortinas correctamente, tirando partido da luz natural e do calor do sol. Para evitar perdas térmicas devemos abrir as persianas e cortinas durante o dia e fechá-las durante a noite;
  • Ventilar a casa para melhorar a qualidade do ar, pelo menos 15 a 20 minutos por dia;
  • Melhorar o isolamento, reparando eventuais infiltrações de ar com a ajuda de fita de calafetagem, vedantes e juntas de espuma;
  • Controlar a temperatura de casa, mantendo-a à temperatura recomendada ( 21º grau durante o dia e 15º a 18º durante a noite) tendo presente que, se recorrer a aquecimento, cada grau a mais aumenta o consumo entre 7 a 8%;
  • Escolher a “janela certa” e a “caldeira certa” para ter a casa confortável, podendo candidatar-se ao Programa de Apoio de Edifícios mais Sustentáveis;
  • Se tem o Certificado Energético da sua casa, estude, avalie e, se fizer sentido, adopte as medidas de melhoria de eficiência energética propostas no mesmo.

Porque precisamos de nos sentir confortáveis na nossa casa … sem prejudicar o planeta!