Como evoluíram os preços na Maia em 2020?

Por fim, e na sequência da análise que tenho vindo a levar a cabo desde o inicio do ano, chegou o momento de analisar o comportamento dos preços do imobiliário em algumas das freguesias da Maia, na verdade, aquelas que conheço melhor e nas quais tenho trabalhado de forma mais intensa ao longo dos últimos anos.

Tal como nas análises anteriores, trata-se de uma análise comparativa, 2019/2020, por tipologia e freguesia, analisando a evolução dos preços de venda médios por m2, tendo por base a amostra dos imóveis angariados e efetivamente transacionados pela Remax.

Como em Matosinhos, também na Maia, a conclusão é de facto única e genérica para todas as freguesias analisadas e praticamente todas tipologias: os preços médios por m2 cresceram em 2020 face aos valores registados em 2019.

Na Cidade da Maia:

O crescimento foi mais acentuado na tipologia T1 (13,8%) e com destaque para as moradias (37,2%), atingindo em 2020 um preço médio de cerca de 1.400€/m2 e ultrapassando o preço dos apartamentos de tipologia T2 a T4.

Na freguesia de Pedrouços:

Nas tipologias transacionadas – T2, T3 e Moradias, assistimos a um aumento dos preços médios/m2. Contudo o preço médio/m2 das moradias é ainda, significativamente inferior ao dos apartamentos, algo que considero que estará relacionado com a idade média dos imóveis. Em Pedrouços temos, ao nível dos apartamentos uma construção mais recente e moderna, e simultaneamente uma oferta de moradias já algo antiga, em média.

Em Vila Nova da Telha:

Um comportamento muito semelhante ao da freguesia de Pedrouços, embora com um desfasamento menos acentuado entre os apartamentos e as moradias.

Na freguesia de Moreira:

A tendência mantém-se, embora bastante atenuada nas tipologias T1 e T3, onde o preço se manteve. Mais uma vez, foi nas moradias que assistimos a uma aumento mais significativo do preço médio/m2.

E na freguesia do Castêlo da Maia:

De todas as freguesias analisada é a única onde se verifica uma redução do preço médio /m2 na tipologia T4 e nas moradias. As tipologias de preço mais elevado são também aquelas que mais cresceram – T2 e T3.

Tal como constatamos em Matosinhos, é notório também na Maia o aumento da procura na periferia do Porto, com destaque para a procura por moradias, o que se traduz num aumento de procura por áreas maiores e com zona exterior, e será decerto consequência de quase um ano de confinamento e da utilização intensiva que hoje damos às nossas casas.

Os preços médios/m2 mais elevados neste conjunto de freguesias da Maia em 2020 localizam-se, sem surpresa, na Cidade da Maia, com o seguinte ranking:

  1. T1
  2. T2 e T4
  3. T3

E uma oscilação no intervalo de 1.900€/m2 a 1.500€/m2.

Os preços médios/m2 mais reduzidos verificaram-se nas moradias e nas seguintes localizações:

  1. Pedrouços, com 800€/m2;
  2. Castêlo da Maia, com 904€/m2;
  3. Vila Nova da Telha com 956€/m2.

Em em 2021?
Teremos que aguardar para ver, pois estimativas é algo muito difícil de fazer neste atípico período de pandemia.

Entretanto, caso pretenda receber informação adicional ou avaliar em detalhe alguma tipologia ou zona, estou ao inteiro dispor.
Contacte-me: 929 261 237 | Lsenra@remax.pt

Espero que seja útil!