Telefone: (+351) 929 261 237

A CASA DEIXA DE SER SUA MUITO ANTES DA ESCRITURA!

Este é um dos principais conselhos que dou aos proprietários que pretendem vender a sua casa:

Que considerem que a casa já não é sua, a partir do momento que decidem vender!

Pode parecer um pormenor mas é realmente muito importante dado o impacto que representa na apresentação do imóvel e em todo o processo de comercialização.

Habitualmente, o imóvel que o proprietário está a vender, é a sua casa, a sua habitação. Nela estão muitas vezes anos de vivências, memórias de muitos momentos em família, e quando houve lugar a renovações ou quando se trata de auto-construção, cada recanto foi estudado, pensado e projectado para alguém muito especial!

No entanto, agora que decidiu vender a sua casa, tenho que a preparar para o novo proprietário, para alguém que vai sentir este imóvel como a “sua” casa, que vai imaginar nesta casa os “seus” momentos de familia, que vai construir nela novas memórias, possivelmente bem diferentes das suas …

Por isso é preciso despersonalizar a sua casa, torná-la neutra, como costumo dizer, voltar a transformá-la numa tela em branco, onde alguém irá pintar uma nova estória.

Tenho por hábito falar aos proprietários em “imóvel” e não em “casa ou apartamento”, exatamente para ajudar, de forma não consciente, a forçar este afastamento. É preciso que encare a sua casa, como um imóvel que terá em breve um novo proprietário.

Por isso digo que a venda de um imóvel, da “sua” casa, é um trabalho de equipa do consultor e proprietário. 

Este trabalho, essencialmente de mentalização, é fundamental para permitir ao seu consultor  introduzir no imóvel as alterações necessárias para o apresentar ao público – Home Staging, para fazer uma reportagem fotográfica e criar vídeos de apresentação apelativos e para potenciar visitas com clientes que possam imaginar-se na “sua” nova casa.

É imperativo que o potencial comprador sinta que está na sua futura casa e não que está a “invadir” a casa de um terceiro.

A minha experiência, estes já longos anos como consultora, diz-me que este processo é muitas vezes bastante difícil e complexo (… digo muitas vezes que ajudo os proprietários a guardar memórias e recordações em caixotes 🙂 …) mas diz-me também que quando conseguido permite uma venda bastante mais rápida e acima de tudo pelo melhor valor para o proprietário.

Já vendeu a sua casa?!

Share this article