Telefone: +351 929 261 237

5 Fatores que Decidem a sua taxa de esforço

 

A taxa de esforço para obtenção de crédito nunca deverá exceder os 33%, mas existem sempre excepções pontuais.

Os seguintes fatores afetam o seu cálculo:

  1. O seu histórico de pagamento. Pagou as obrigações do cartão de crédito a tempo? Se estavam atrasadas, então, quanto atrasado? A inscrição de falências e os impostos em dia também influenciam.
  1. Quanto é que deve? Se possui diversos créditos em inúmeras contas, pode indicar que você está amplamente endividado. No entanto, é bom se tiver uma boa proporção de saldos para os limites de crédito totais.
  1. O comprimento do seu histórico de crédito. Em geral, quanto mais tempo tiver as contas abertas, melhor. O histórico de crédito médio é de 14 anos e apenas um em cada 20 consumidores tem histórico de crédito com menos de 2 anos.
  1. A quantidade de crédito novo que tem. O novo crédito, seja pagamentos por parcelamento ou novos cartões de crédito, é considerado mais arriscado, mesmo que os pague no imediato.
  1. Os tipos de crédito que usa. Geralmente, é desejável ter mais do que um tipo de crédito, prestação de empréstimos, cartões de crédito e uma hipoteca, por exemplo.

Caso a sua taxa de esforço seja muito elevada, tente renegociar o crédito. Assim, poderá obter melhores condições e reduzir a mesma ao alargar o prazo de pagamento.

Se tiver diversos empréstimos, tente consolidar todos num só. Desta forma poderá alargar o prazo de pagamento ou até reduzir a taxa de juro, e ficando a pagar apenas uma prestação mensal. Esta medida vai contribuir para melhorar a sua taxa de esforço, ganhando mais flexibilidade na gestão do seu orçamento familiar.

 

Adaptado de realtormag.realtor.org

Share this article