Blog

5 erros frequentes ao avaliar a sua casa

A avaliação da sua casa é um dos passos mais importantes para o sucesso da venda e determinante no resultado financeiro que irá obter.

No entanto, dada a falta de dados e informação pública sobre os valores de transações, a especificidade de cada imóvel e particularidades de cada localização, avaliar um imóvel poderá ser um processo complicado e, se mal feito, trazer-lhe prejuízos mais ou menos acentuados e um processo de venda penoso.

Estes são os 5 erros mais frequentes na avaliação de um imóvel

  1. Falta de pesquisa

Informações detalhadas do mercado, identificação dos fatores críticos para a formação do valor e todos os detalhes do imóvel e localização constituem a base da avaliação de uma propriedade. Use todos os meios disponíveis para obter uma visão geral da situação do mercado, incluindo a pesquisa na internet, portais imobiliários online e converse e troque impressões com vizinhos e amigos.
Na verdade, o recurso a um consultor imobiliário, alguém profissional, que conhece o mercado e tem acesso a um conjunto de dados e informação sobre as transações realizadas na zona da sua casa, será certamente uma grande ajuda. Quem não obtêm muita informação, geralmente coloca o imóvel no mercado a um preço “irreal” e, acaba por incorrer em prejuízo. 

2. Erros de comparação

Cada propriedade é única, em particular os imóveis residenciais. Uma diferença de área, uma orientação solar distinta, um piso diferente, às vezes uma distância de umas dezenas de metros na localização, têm impacto significativo no valor de mercado. Muitas vezes uma casa que exteriormente parece equivalente à sua, por dentro é totalmente diferente. Assim, cuidado com as comparações!

3. Usar anúncios dos portais imobiliários como base de definição do valor de mercado

Atenção: os anúncios não reflectem os preços reais do imóvel. Estes podem ter sido baseados em estimativas incorretas ou falta de pesquisa. No entanto, se estiver bem informado e analisar vários imóveis com dimensão e localização semelhantes ao seu, geralmente obterá uma boa referência de preço.

4. O fator emocional

Os proprietários muitas vezes colocam muito esforço, trabalho e amor na sua casa. É normal … é a nossa casa 🙂 Como resultado, geralmente sobre valorizam os detalhes que têm pouco ou nenhum significado para potenciais compradores, incorrendo em erros de avaliação do imóvel. É essencial que, durante a a avaliação e também a negociação, recorra à ajuda profissional de alguém de fora, que não tenha tanta ligação emocional com a a sua casa.

5. Preço de compra + custos de obras e renovações = valor de mercado

O mercado imobiliário está em constante evolução. O valor de uma casa hoje é muito diferente do que era há 10 anos. Além disso, o preço que pagou na compra poderá não ter sido ajustado ao mercado ou pode ter sido influenciado por fatores externos. 
As obras e renovações que realizou não serão seguramente valorizadas pelo comprador pelo custo que incorreu para a realização das mesmas. Apesar de a sua casa estar em perfeitas condições de habitabilidade, o comprador poderá considerar que necessita de obras de renovação em função de requisitos distintos e gostos pessoais.
É assim um erro considerar que em algum momento, o valor de mercado da sua casa é igual ao preço de compra + o custo das obras que incorreu ao longo dos últimos anos.

Em conclusão, os erros de avaliação de um imóvel podem ser comuns especialmente se não tem experiência no mercado imobiliário. Para evitar os erros e prejuízos permita-me recomendar que recorra sempre à ajuda de um profissional para determinar o melhor valor para a sua casa.